segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

6º livro » RESPOSTAS DA ESCRITORA!!! «

Após ter lido a maravilhosa sacerdotisa dos penhascos, mandei este mail a escritora, com a minha opinião pessoal e perguntinha claro!! eheehhe

Como quero partilhar convosco estas informações, Aqui está:

» " ola!

Tudo bem?
já acabei o livro e estou a morrer de ansiedade pelo proximo!
Amei a kelda!! sinceramente não sei porque a deviamos odiar...acho que ela é corajosa e igualzinha à cat!
Amei o lysander!! ele é fantastico!
Até chorei de felicidade quando a catelyn e o throst apareceram! Era tudo o que eu mais ansiava!!
No entanto só não compreendo porque Erebus não a denunciou perante o filho de vulcan e alegou que se tratava de oriana. Penso que no fundo ele tem um lado bom, pois deixou lysander sobreviver e não desmascarou a kelda .
Até agora não tomei kelda como sendo maldita ou possuida pela arte obscura, pelo contrário acho que se tratava apenas de uma menina que necessitava de confiança e amor, o que os seus avós lhe conseguiram proporcionar.
È persistente e têm um bom coração. desde o primeiro paragrafo que me apaixonei por esta personagem, pela sua maneira de ser, rebelde, no fundo sentia-se incompreendida pelo pais.
Espero que o proximo não demore muito, e já agora: - porque é que não tivemos noticias de Evelyn?? ...gostaria muito de a ter "conhecido".
No fim desta aventura só posso dizer:
- MAIS UM MARAVILHOSO E FASCINANTE LIVRO DA SAGA DAS PEDRAS MÁGICAS! "

A resposta da escritora foi a seguinte:
» " Fico muito satisfeita por saber que gostaste da “Sacerdotisa dos Penhascos”, especialmente da Kelda. Na verdade, a intenção não era que o leitor odiasse a personagem, mas sim que se indignasse com algumas das suas atitudes, que têm como consequência o desfecho “aflitivo” da aventura. Contudo, está a ser divertido e compensador verificar que o “espírito rebelde” da Kelda foi compreendido e que ela está a despertar simpatias e paixões, ao invés de animosidades.

Sem dúvida, a Kelda foi a personagem mais difícil de compor na Saga, pela sua complexidade, o rancor que guardava aos pais, a revolta que a obrigava a afastar-se de todos, o seu ímpeto de contradizer as regras, a dor que mastigava em segredo... Porém, logo percebi que era impossível não me encantar por ela. Fui conquistada!!! E concordo plenamente contigo. Ela só precisa de sentir que é amada para ser feliz. Será que a opção que tomou foi a correcta? Ou, com a sua precipitação, acabou por deitar tudo a perder?
Quanto ao objectivo de criar um final que fizesse o leitor ranger os dentes, penso que foi alcançado. Todos querem que o próximo livro seja publicado amanhã !!! É muito bom saber que a história vos deixou com “água na boca”, principalmente agora que se aproxima do fim. E isso ainda me exige mais calma e concentração no desfecho da aventura. Depois de tanto esforço e amor, repartido convosco ao longo destes anos, o último livro tem de ser muito especial !!!!
E quem foi que pediu mais uns miminhos da Cat e do Throst? Estás a ver porque é que, às vezes, eu fico a gaguejar quando me fazes perguntas complicadas? Ao imaginar a Saga, sempre pensei apresentar a nossa Cat nas várias fases da sua existência: primeiro como a menina que desperta para o amor, depois como uma mulher e mãe dedicada… e, por fim, como a guia dos destinos dos seus descendentes, o que só faria sentido desta forma, um pouco como sucedeu com Aranwen. Por isso eu não te podia responder!!!!
Quanto à Evalyn, dei por mim a imaginar uma grande aventura para ela… Mas que saía do “espírito” da Saga – a guerra pelas pedras mágicas. Como sabes, é impossível acompanhar os destinos de todas as personagens. E perante o dilema de explorá-la como uma figura menor e decepcionar as expectativas de alguns de vós, ou deixar tudo em aberto, enveredei pela segunda opção. Um dia, talvez tenha oportunidade de regressar a esse mundo, para contar a sua história. Gostava muito… Veremos o que o futuro me reserva!
Então AMASTE o Lys? E quem pode resistir a um homem como ele??? Mas não te esqueças de que o príncipe tem uma face gelada… O dever acima de tudo!!! Será que, depois do que fez, a nossa Kelda ainda vai ter oportunidade de lutar pelo seu amor?
E o Erebus é o meu “fofinho”… Neste livro, a par da Kelda e do Lys, foi a personagem que me deu mais gosto criar. Vamos ver que surpresas ele ainda guarda para a sua “prima”… E para nós! Sim porque, por vezes, até a mim o “Criador das Trevas” surpreende com aquele humor retorcido.
....    Até breve                  Beijocas
Sandra Carvalho "

Espero que tenham apreciado estas informações tanto quanto eu!!
Se sim comenta!!!
Postar um comentário

A Saga das Pedras Mágicas